Poke: conheça o prato havaiano que conquistou o mundo

Leve e saudável: conheça a história do Poke

No Havaí, a comida é uma forma de experimentar a vida: suas músicas tradicionais falam da abundância de alimentos que o Oceano Pacífico deixa nas margens do arquipélago, enquanto seus pratos prezam pelo frescor dos ingredientes e seu manuseio são por vezes usando os dedos.

Ao longo do tempo, o estado americano recebeu influências gastronômicas de diversos países, da Polinésia ao Japão, passando pela Europa e pelos próprios Estados Unidos.

Hoje em dia, o prato de fusão nadou para fora das águas do arquipélago e ganhou projeção mundial, incluindo sua chegada em terras brasileira: o Poke.

A palavra “Poke” significa “pequeno pedaço” e a base do prato são cubinhos de peixe cru, do tamanho da ponta de um dedo, temperados com sal.

A tendência

Diferente do Japão com os cortes perfeccionistas dos sashimis e a dosagem certeira de molho de soja e wasabi, no poke há a preferência pela naturalidade: pedaços são jogados em um pote, conhecido como bowl, acompanhados de alga marinha cortada e castanhas locais assadas.

Entretanto, a influência japonesa trouxe novos ingredientes:

como o arroz gohan, óleo de gergelim, cebolinha e a preferência por peixes de águas profundas, como atum e salmão.

Com isso, o Poke produzido após essa fusão navegou pela costa oeste dos Estados Unidos e chegou a estados como Califórnia, onde foi considerado por muitos a comida dos últimos verões.

O Poke veio para ficar?

O Poke iniciou sua atuação em terras brasileiras há apenas três anos.

Atualmente, ele possui maior presença em cidades como Curitiba, Porto Alegre e São Paulo.

Em países como Austrália e Estados Unidos já se via essa expansão

– na Austrália especialmente, porque todo o mercado de comida oriental é grande, indo da culinária filipina até a tailandesa.

Embora, ainda há um número modesto de estabelecimentos no Brasil em comparação com os dados sobre os Estados Unidos.

Para que a expansão vista nos EUA se repita no Brasil,

depende da qualidade da oferta e da aderência ao paladar brasileiro.

Por isso, não basta apenas se divulgar como mais uma opção gourmet ou saudável

– rótulos já usados à exaustão no mercado de alimentação brasileiro.

O Poke pode virar uma tendência nos restaurantes (como ocorreu com a culinária japonesa).

Esta se estabeleceu porque ofereceu pratos com boa aceitação de sabor a uma camada da população que não conhecia esse tipo de gastronomia. É o que o Poke deve fazer.

Sobretudo, se o sabor do prato havaiano realmente conquistar os brasileiros,

o próximo passo no caminho para um segmento estabelecido será a expansão de negócios sustentáveis.

Porém, para ser confirmado como um modelo sólido de empreendimento,

requer experiência, tempo e uma pesquisa de satisfação adequada para saber o que seus clientes estão achando da novidade em questão. 

É aí que entra o Risposta, por que realizamos pesquisas de satisfação com foco total no cliente.

Acima de tudo, as respostas obtidas por nós representam exatamente a opinião de quem mais importa para o seu negócio.

Pesquisa de satisfação: ingredientes pro sucesso

Conheça o Risposta

Risposta é a pesquisa de satisfação que consegue reunir as suas maiores necessidades em uma só ferramenta.

Proporcionamos mais economia, ganho de tempo e assertividade em suas decisões.

Além disso, possuímos um banco de dados repleto de informações sobre o segmento, disponibilizando-as, de forma anônima, para consulta.

Ficou interessado no que o Risposta pode fazer pelo seu negócio?

Entre em contato agora com um de nossos consultores e saiba mais sobre o Risposta acompanhando nosso Instagram.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *